© 2019 Misericórdia da Vila de Cucujães

 

Empresa aderente do Centro de Informação de Consumo e Arbitragem do Porto  |   Tel: 225 508 349/ 225 029 791 Fax: 225 026 109   |   cicap@mail.telepac.pt   |   www.cicap.pt   |   Rua Damião de Góis, 31- Loja 6  4050-225 Porto 

Em caso de litígio o consumidor pode recorrer a esta entidade de resolução de litígios. Para mais informações consulte www.consumidor.pt

 

A Instituição

A nossa história

 

A Misericórdia de Cucujães nasceu em 1937 do esforço estoico e persistente de um punhado de bravos e caritativos cucujanenses preocupados com as questões sociais, admiravelmente solidários com as notórias e numerosas situações de evidente carência económica. 

 

O Brasão: Descrição da Heráldica

 

O Brasão é composto por um escudo: no seu interior à esquerda um escudo de negro, leão de prata segurando nas mãos um báculo de ouro;em chefe um escudete de Portugal antigo; ao centro a imagem da caridade, de manto azul, protetora dos mais desfavorecidos, simbolizados por duas crianças ao colo, a ela pegada; à esquerda as armas de Portugal, com cinco escudetes de azul postos em cruz, carregados de cinco besantes de prata, bordadura de vermelho com sete castelos de ouro que assenta numa esfera armilar, que representa a universidade das Misericórdias.

Listel de branco com letras a vermelho com a designação de: MISERICÓRDIA DA VILA DE CUCUJÃES, finalizando com a frase CHARITAS.

 
 
O Hino da Misericórdia 

 

Podes não saber falar

Podes não saber andar

Nesta escola isso te vão ensinar

Misericórdia, misericórdia, misericórdia

 

Aqui aprendes a rir

A brincar e a cantar

A somar, a dançar e a colorir

Misericórdia, misericórdia, misericórdia

 

Desde a creche ao ATL, passando pelo jardim

A alegria e a amizade que aqui temos não tem fim

 

É aqui que me sinto bem

É aqui que vou ser alguém

Nesta escola tudo aprendemos e é a brincar

Que todos crescemos

 

Nesta escola dão-nos carinho

E às vezes um castiguinho

É tão bom correr no recreio 

Aprender na sala ou dar um passeio!

 

(Adaptado da música "Playback" de Carlos Paião, com letra de autoria de Ana Filipa Pinho) 

 

A Mascote: Mise 
 

O Mise nasceu em outubro de 2011, pela mão de Sandrina Madalena Matos Mota. Foi aceite pela Mesa Administrativa em 14 de novembro de 2011 e reconhecida pela Assembleia-Geral em 23 de março de 2012.